Notícia

PLANEJAMENTO, GESTÃO E PATRIMÔNIO

Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio
Segunda, 10 Junho 2019 13:04
AVANÇO

Governo de Alagoas se articula para expandir oferta de serviços digitais

Por meio de Grupo de Trabalho subnacional, Estado trabalha para adotar agenda de Transformação Digital na máquina pública alagoana

Sistema Eletrônico de Informações é uma das ferramentas que vêm potencializando a eficiência na máquina pública alagoana Sistema Eletrônico de Informações é uma das ferramentas que vêm potencializando a eficiência na máquina pública alagoana (Foto: Minne Santos)
Texto de Minne Santos

Os avanços tecnológicos vêm reconfigurando, dia após dia, o jeito de fazer serviço público. Em Alagoas não é diferente: o Estado tem andado cada vez mais de mãos dadas com a inovação, se reinventando e buscando aprimorar, por meio dela, o relacionamento com a sociedade.

Um grande exemplo dessa aposta é o Sistema Eletrônico de Informações, o SEI. A plataforma, que já foi aderida por mais de 50 órgãos e secretarias do Executivo, possibilita a tramitação eletrônica de processos e gera dinamicidade e economia para a máquina pública. Junto a ela, outras iniciativas passaram a somar nesse contexto de inovações desenvolvidas pelo Estado.

“Hoje, temos um aparato com diversas iniciativas que auxiliam na proposta de digitalização da oferta dos serviços públicos. O SEI tem facilitado significativamente esse caminho. Nas Centrais Já!, temos a Jaque, que é a assistente virtual das unidades, bem como o agendamento eletrônico para os usuários que buscam atendimento no Centro de Maceió. A Delegacia Interativa hoje permite a realização do Boletim de Ocorrências de forma online, o Detran possui mais de 40 serviços digitais. A tendência é que esse processo se intensifique ainda mais”, afirma o secretário titular do Planejamento e Gestão, Fabrício Marques Santos.

FotoJet (1).jpg

E é justamente para potencializar esse projeto e promover mais eficiência na máquina pública que o Governo de Alagoas está reunindo esforços em prol da elaboração de uma agenda de Transformação Digital articulada e integrada e a de outros estados do Brasil.

De acordo com o secretário, a ideia, a partir de agora, é unir forças técnicas com especialistas de outros setores, com vistas a prospectar novos rumos para a oferta dos serviços digitais, bem como solucionar os possíveis entraves a essa mudança nos governos. 

“Precisamos estar cada vez mais alinhados com a União Federal, com organismos internacionais, estreitar os laços com a Academia e com instituições que também trabalham em torno da temática. É só nesse contexto de integração que conseguiremos ter uma estrutura mais sólida e dar a virada de chave para um novo momento do serviço público aqui em Alagoas”, explica.

Troca de conhecimentos

Recém empossado como presidente do Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração, o Consad, Fabrício Marques reforça que a expectativa é que haja um fortalecimento deste diálogo também com os secretários de Administração e Planejamento de todo o país, impulsionado, principalmente, pela criação do Grupo de Trabalho de Transformação Digital nos Governos Estaduais (GTD.GOV).

“É indispensável facilitar o compartilhamento de experiências entre essas pastas e fomentar a criação de boas práticas na área a nível subnacional. Essa é, sem dúvidas, uma agenda prioritária e temos certeza de que trará muitas melhorias para os trâmites da máquina pública alagoana”, afirma o secretário.

Com foco no estudo e na troca de conhecimentos e soluções para a Transformação Digital nos governos estaduais e distrital, o GTD, a partir de agora, cumpre papel significativo para o desenvolvimento de estratégias que favoreçam o aprimoramento da estrutura governamental em torno de uma cultura hábil e que esteja, de fato, alinhada às necessidades da população. 

Prioritariamente, vamos trabalhar com temáticas relacionadas à governança de tecnologia de informação, com foco em como as secretarias se relacionam com as empresas de tecnologia para gerar soluções voltadas ao cidadão. Além disso, também estudaremos sobre modernização e inovação nas Centrais de Atendimento ao Cidadão, com incorporação de tecnologias para melhorar a entrega de serviços. O intuito é investigar como esse instrumento melhora a vivência do usuário do serviço público, tornando-a mais personalizada e dinâmica”, pontua o superintendente de Produção da Informação e do Conhecimento da Seplag e coordenador do GTD, Thiago Ávila.

Segundo ele, além de trazer a incorporação de novos métodos de trabalho e de soluções tecnológicas que possam otimizar a experiência do cidadão, a adoção de uma agenda de Transformação Digital deve, ainda, impactar positivamente nos cofres públicos, levando mais economia aos Estados envolvidos.

“No setor público, essa medida pode gerar uma economia muito grande aliada a uma significativa geração de valor para o usuário do serviço. O Governo de Alagoas tem preparado o terreno para este novo momento e a população vem respondendo à altura, nosso objetivo é expandir ainda mais esse cenário, promovendo mais qualidade e celeridade nas respostas às demandas da sociedade”, afirma Thiago.