Notícia

PLANEJAMENTO, GESTÃO E PATRIMÔNIO

Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio
Quarta, 28 Julho 2021 20:08
DIÁLOGO

Governo de AL retifica edital da Educação e atende à solicitação dos pedagogos

Novo edital amplia oportunidades para o cargo de professor da Educação Especial

Retificação pode ser conferida na íntegra no site da Seplag Retificação pode ser conferida na íntegra no site da Seplag Jonathan Lins
Texto de Flávia Matos

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), divulgou, na edição do Diário Oficial (DOE) desta quarta-feira (28), a retificação do edital do concurso público da Secretaria da Educação (Seduc). O novo documento, entre outros pontos, amplia as áreas de especialização para quem vai concorrer à vaga de professor da Educação Especial, gerando mais oportunidades para os candidatos.

Com a mudança, o requisito previsto para assumir a vaga é o diploma, devidamente registrado e fornecido por instituição superior reconhecida pelo MEC, de conclusão de curso de nível superior de licenciatura em Pedagogia e de curso de Especialização na área da modalidade de educação especial ou em áreas que relacionem Atendimento Educacional Especializado (AEE), altas habilidades e superdotação ou múltiplas deficiências e transtornos à aprendizagem no ambiente escolar.

Para conferir a retificação na íntegra, basta clicar aqui.

Segundo o secretário Especial de Planejamento e Gestão da Seplag, Sérgio Figueiredo, a medida se deu em virtude das impugnações deferidas por parte da Comissão Mista responsável pela organização do certame, o que demonstra o comprometimento com a sociedade e a transparência que o Governo de Alagoas vem adotando em relação aos editais lançados através do Ciclo de Concursos.

“Fizemos uma análise criteriosa e percebemos que essa é uma decisão muito importante e que deve beneficiar diversos pedagogos. Antes, mesmo com qualificação e especialização em áreas correlatas, se não fosse exclusivamente com o diploma de Educação Especial, eles não poderiam prestar o concurso. Agora, com a retificação, garantimos a possibilidade de participação de vários pedagogos. Nosso objetivo é dar oportunidades e garantir uma Educação de qualidade e técnica. Sem dúvidas, esse certame irá nos trazer isso e ainda mais avanços”, explica Sérgio.

O edital também traz alterações com o objetivo de atender e fazer jus às condições especiais necessárias ao candidato com deficiência visual. Conforme o documento, durante a realização das provas e seguindo o que trata o art. 1º da Lei Estadual nº 8.376, de 18 de janeiro de 2021, o candidato poderá optar por realizar os exames por meio do sistema braille, com auxílio de ledor, com auxílio de computador e por meio do sistema convencional de escrita e com caracteres ampliados, não impedindo ainda que o candidato solicite outros meios que melhor atendam às suas necessidades.